domingo, 29 de dezembro de 2013

III Parte Compreendendo Nostradamus.




Parte 3

Continuação.


Evidencias do nome de Dimitre Medvedev nas quadras de Nostradamus.



Para comprovar que Dimitri Medvedev será o mais monstruoso anticristo da historia humana Nostradamus mostrou de forma bem hermética as inicias de seu nome em três quadras distintas.

A primeira quadra Nostradamus usa a segunda silaba de seu nome “da” (Nostradamus), mas ele se refere de fato a Diana para contestar o “da” para falar na verdade que é o “Di” de Diana as iniciais do ultimo e maior anticristo o “Di” que é de Diana e também o “Di” de Dimitri.

E na ultimas dois linhas ele fala de da cabeça frenética na qual se dará sentindo de uma pessoa que vai cometer uma monstruosa loucura que a matança de bilhões de pessoas através das armas nucleares.

Vamos ver a Quadra 28, Centúria 2.


28

A penúltima sílaba do sobrenome do Profeta 

Levará Diana para seu descanso: 

Ele vagará longe por causa de uma cabeça frenética, 

E entregando grandes pessoas à sujeição.




A Próxima quadra fala de débil tenebroso que levara o terror a o planeta terra.

Nas duas ultimas linhas Nostradamus fala da proeza de um nobre e note que do lado do nobre tem a letra “D” de Dimitri dando sentido de quem é o débil das duas primeiras linhas.

Quadra 56, Centúria 8.



56
O lado débil a terra ocupará,
Os da montante darão gritos horríveis,
O grande tropel deste canto se alterará,
Túmulo cerca D nebro descobertos os escritos.



E a ultima quadra é revelado o nome do grande mostro e carrasco da humanidade mostra duas letras que são tão obvias como que qualquer criança enxergará a logica.

Primeira linha você percebera as letras D. M. e faça a associação com Dimitri Medvedev. Nostradamus também fala que o viu o Dimitri quatro séculos e meio atrás.

Nas ultimas duas linhas Nostradamus fala de dois poderes e alusões das Rússia e do Irã que revelarei mais pra frente.

Quadra 66, Centúria 8.


66
Quando a escritura D. M. achada,
E cova antiga com lâmpada descoberta,
Lei, Rei e Príncipe Ulpiano provados,
Pavilhão Reino e Duque baixo a coberta.


A lâmpada é uma alusão à luz nuclear.


Os terríveis sinais de tirania de Dimitri Medvedev.

Conflito no Cáucaso

No ano de 2008 ouve um conflito na região do Cáucaso mais especificamente na republica Geórgia um pequeno país que fica ao sul do território russo.

Este conflito foi causado em partes, iniciado por um pequeno território ao norte da Republica da Geórgia chamado de Ossétia do Sul. A etnia que de é nativa da região estava a anos lutados pela independência da Ossétia do Sul e com uma tentativa de unificação da Ossétia do Norte que fica em território russo e faz fronteira com a Ossétia do Sul.

No mês de Junho ouve um plebiscito na Ossétia do Sul com a esmagadora vitória de 99% da população votando pela separação, já que o governo da Geórgia rejeitou o plebiscito, os Ossétiano do sul pegaram em armas para lutarem por sua independência. O governo Georgiano reagiu e pegou em armas também, enviaram todo o seu aparato militar para a região da Ossétia do Sul para reprimir os esforços dos rebeldes ossétianos do sul. O povo da Ossétia do Sul pedira ajuda a Moscou e então o recém-empoçado presidente Dimitri Medvedev enviou um pequeno contingente das forças armadas russas para a região, entre essas forças estava brigadas de blindados e a força aérea russa que aniquilou o exercito da Geórgia e bombardeou a capital Tbilisi deixando acoitado a população e o presidente Georgiano Mikhail Saakashvili.

Com muitos esforços internacionais tanto da ONU quanto da união europeia, tentaram convencer o então primeiro ministro Vladimir Putin a também convencer o então presidente Dimitri Medvedv a cessar fogo na região. O episodio teve fim com o convencimento do então presidente Dimitri Medvedev e a assinatura do cessar fogo no dia 12 de agosto de 2008 dando fim ao conflito. 



Veja as palavras de Dimitri Medvedev sobre o conflito.

Na ocasião, o presidente russo, Dmitri Medvedev, declarou: "A Rússia não tem medo de nada, nem de uma nova Guerra Fria".







A também aquele é citado como o barba crespa com turbante azul na obra de Nostradamus, é muito provável que este homem sege o presidente do Irã e ele desconhecido e só será conhecido depois da saída do Presidente Mahmoud Ahmadinejad.



Mahmoud Ahmadinejad, presidente  do Irã
Próximo presidente do Irã, desconhecido

Atual presidente do Irã a esquerda e
o futuro presidente desconhecido do Irã  a silhueta a direita








Como é o sistema de governo do Irã.

O Irã e governado pelo presidente Mahmoud Ahmadinejad, mas existe uma força suprema dentro do Irã que é a o Aiatolá. O Aiatolá é uma espécie de monarca da fé islâmica da linha religiosa xiita, mas só que ele tem o poder supremo em todo o país. As forças que o sustenta o aiatolá, uma delas é o clero de 12 sacerdotes conselheiros e que espera por uma linha de sucessão, a também a força militar que mantem o regime do aiatolá no poder, essa força militar politico religioso e chamado de Guarda Revolucionaria que é composto por três forças a Guarda Revolucionaria Naval que é equivalente à marinha, Guarda Revolucionaria Terrestre que equivalente ao exercito e a Guarda Revolucionaria Aérea que é equivalente à força aérea. A também as forças militares de fato como Marinha Iraniana, o Exercito Iraniano e a Força aérea Iraniana, essa deve lealdade ao poder executivo do presidente, mas também pela constituição deve lealdade ao regime dos aiatolás. A também uma força paramilitar chamada de Basij, essa milícia é composta por voluntários radicais pro regime e lembra muito o comportamento das forças paramilitares do regime nazista de Adolf Hitler as “S A” e as “S S”.

O atual aiatolá do momento e o Aiatolá Ali Khamenei que está no poder dez de 1989, mas durante oito anos Khamenei fora presidente do Irã entre os anos de 1981 a 1989.


Aiatolá Ali Khamenei



O aiatolá Ali Khamenei prepara seu povo para a vinda do Imã Mahdi

O aiatolá Ali Khamenei, líder supremo do Irã, afirmou que sua nação deve se preparar para a guerra e “o fim dos tempos”, enquanto continuam desenvolvendo armas nucleares.

Em um esforço coordenado, que envolveu os órgãos estatais de mídia, a mensagem semanal do aiatolá na última sexta-feira falou sobre a vinda do último profeta islâmico. Os meios de comunicação iranianos em geral citavam os clérigos dirigentes de seminários ao falarem sobre a questão do “messias” islâmico. No entanto, a ampla publicação das últimas declarações de Khamenei mostram a necessidade do povo se preparar para o fim dos tempos enquanto preveem um confronto iminente com o Ocidente por causa de seu programa nuclear.

“A questão do Imã Mahdi é de extrema importância, e seu reaparecimento foi claramente explicitado pela nossa santa religião do Islã”, disse Khamenei. Devemos estudar e lembrar-nos do fim dos tempos e a era do Imã Mahdi… Temos de preparar o ambiente para a vinda desse grande líder”.

A teologia muçulmana xiita afirma que grandes guerras devem ocorrer na Terra, durante as quais um terço da população mundial irá morrer em combate e outro terço por causa da fome e da violência. Israel deve ser destruído para que então o 12 º imã, chamado de Mahdi, apareça para matar todos os infiéis, levantando a bandeira do Islã em todos os cantos do mundo.

Sob a orientação de Khamenei, vários centros foram estabelecidos no Irã para fazer pesquisas e dar informações sobre a vinda do Mahdi, o último profeta, e uma conferência sobre o tema é realizada anualmente.

“Hoje nós temos o dever de se preparar para a vinda. Se… nós somos os soldados do 12 º imã, então devemos estar prontos para lutar”, disse Khamenei em seu discurso. “Com a orientação de Deus e de Sua ajuda invisível, nós faremos a civilização islâmica ser um orgulho no cenário mundial. Este… é o nosso destino… A juventude e os fiéis devem se preparar para este grande movimento”.

Citando o Alcorão, Khamenei disse que a vinda do imã foi prometida por Deus. “Haverá um momento em que todos os poderes opressores do mundo serão destruídos e a humanidade será iluminada na era do Imã Mahdi”.

O atual regime iraniano já distribuiu uma cartilha chamada “Os últimos seis meses” para suas forças militares, antecipando o confronto bélico com o Ocidente. O material adverte que a Guarda Revolucionária e as forças paramilitares Basij devem estar preparadas para cumprir deveres durante a próxima guerra.

A Guarda Revolucionária Mashregh, recentemente advertiu Israel e os EUA que eles vão ter que adivinhar que tipo de ogiva os mísseis iranianos estarão carregando, quando forem alvejá-los.
Em seu longo discurso, Mashregh discutiu o alcance dos mísseis iranianos e da devastação que podem causar sobre os inimigos em potencial. Referindo-se a bases militares americanas na região, disse que operações de guerra recentes, mísseis com ogivas de fragmentação destruído alvos semelhantes.

Os iranianos se gabam de que o míssil Sejil, de dois estágios de combustível sólido, pode perfurar o sistema de defesa antimísseis de Israel e isso tem feito os “sionistas perderem o sono”.
Após mais de uma década de negociações com o Irã, a ONU ainda não conseguiu parar o programa nuclear do regime de Khamenei.

O último relatório da Agência Internacional de Energia Atômica indica que o Irã continua enriquecendo urânio nas instalações militares de Natanz e em Fordow e agora tem material nuclear suficiente para lançar, pelo menos cinco armas nucleares. O regime negou um pedido da Agência para inspecionar uma base militar onde se acredita que o Irã realizou experiências secretas de uma arma de implosão do tipo nuclear.

Enquanto a maioria dos iranianos se opõem ao regime violento dos mulás, as sanções ocidentais não reduziram a fabricação de armas nucleares, o que não só pode levar ao colapso da economia global, mas matar dezenas de milhões de civis inocentes, incluindo os do Irã .

A maioria dos relatos históricos dizem que “Al Mahdi” viveu no século 13, mas desapareceu sem morrer. Ele voltará sobrenaturalmente pouco antes do Dia do Juízo. De acordo com a tradição, esse imã deve:

• Ser um descendente de Maomé e filho de Fátima
• Retornar pouco antes do fim do mundo
• Sua aparição será precedida por uma série de eventos proféticos durante 3 anos de caos, tirania e opressão mundiais
• Fugirá de Medina até Meca, onde milhares de pessoas prometerão lealdade a ele
• Reinará sobre os árabes e o mundo por 7 anos
• Erradicará toda a tirania e opressão, trazendo harmonia e paz total
• Liderará uma oração em Meca, durante a qual Jesus estará ao seu lado e se unirá a ele

O presidente do Irã Ahmadinejad, um xiita muçulmano, está profundamente comprometido com a divulgação da vinda desse messias islâmico. Ele alega que deve preparar pessoalmente o mundo para a vinda de Mahdi.

Para que possa ser salvo, o mundo deve estar em um estado de caos e de subjugação. Ahmadinejad afirma que ele foi “dirigido por Alá para preparar o caminho para o aparecimento glorioso do Mahdi”.


12° Profeta Imã, O Mahdi



 O tempo se aproxima.



 Nesta guerra haverá vários anticristos, mas 2 se destacaram. 



Cavaleiro branco dos quatro cavaleiro do apocalipse 
  

Nouri al-Maliki, primeiro ministro do Iraque
Dimitri Medvedev, primeiro ministro da  Russia 








Maliki provável Mabus                                                                                                    Medvedev provável Eleito Sobrinho 


Mabus libertara os sete cães do inferno e o Eleito Sobrinho conduzira  os sete cães do inferno ao cataclismo final com consequências nucleares pra todo o mundo.


Serão somado 7 cães ao todo















Vamos entender o mundo hoje até o momento da Terceira Guerra Mundial.


Para entendermos o momento decisivo do mundo é preciso entender o comportamento do Oriente médio hoje. Vejamos como, por exemplo, a guerra na Síria. É muito provável que Bashar al-Assad presidente e ditador da Síria terá seu governo deposto nos próximos anos pelos rebeldes, isso acirra uma grande questão e abre um abismo no mundo muçulmano, entre os muçulmanos da linha religiosa sunita da qual fazem parte os rebelde e seus aliados sunitas em países estrangeiros como, por exemplo, o Egito, a Arábia Saudita Turquia e muitos outros países de governo Sunita.


Já com a queda de Bashar al-Assad o Irã enfraquecerá sua força na região, mas por outro lado esta ganhando outro aliado, o Iraque. Nouri al-Maliki atual primeiro ministro do Iraque esta cada vez mais monopolizando o poder e se ele chegar à presidência do Iraque, o Irã ganhará de vez um aliado da linha Xiita. Nouri al-Maliki pertence à linha étnico religiosa xiita e é a partir daí, existirá uma força poderosa que ira criar uma linha tênue que se for rompida poderá levar a uma guerra de grandes proporções a região.

A força que desestabiliza a região todo mundo já sabe que é Israel e do outro lado é o Irã, mas a outras forças que desestabilizam também a região que é os Radicais sunitas como, por exemplo, a Al Qaeda, Hamas e a mais grupos por vir, uma dessas forças pode ser a irmandade muçulmana do Egito, é um grupo extremamente radical, só o tempo dirá.




Outro problema para o mundo é com certeza a crise econômica que esta debilitando os países ocidentais e essa situação leva a o enfraquecimento de vários países da Europa

A também novas descobertas e um alto desenvolvimento tecnológico que esta mudando o senário mundial. 
É o das energias não renováveis como, por exemplo, o gás natural. Os Estados Unidos poderão se tornar o maior produtor mundial de gás natural previsto para o ano de 2017 através da extração de sodas especiais que são capazes de fraturar o Xisto que é uma rocha muito abundante nos Estados Unidos e assim desbancando a Rússia como maior produtor de gás natural do mundo, a Europa Ocidental também esta indo pelo mesmo caminho e ao somar com o petróleo extraído do mar da Rocha de Xisto e das areias betuminosas tanto o oriente médio quanto a Rússia enfraquecerão suas economias. Talvez essa situação possa ser uma das condições que ira se somar a uma situação de crise total e conduzira a o mundo a o pai de todas as guerras humanas.






Em que tudo começa.



Agora vai começar o que pode ser o momento mais decisivo da historia humana, então eu irei precisar da ajuda de vários profetas para que as profecias de Nostradamus ganhem mais força evidencial.

Nesta primeira parte será feito a comparação das profecias de Nostradamus das quadras que já foram citadas e serão comparadas com as profecias de São Malaquias.

São Malaquias profetizou a existência de 112 ate o dia da grande tribulação que se abateria sobre a cidade de Roma e o Vaticano.


Parece que as conversões das duas profecias de, a Nostradamus e a de São Malaquias estão se convergindo de fato em uma situação cronológica correspondente.

Tempos tenebrosos se abaterão sobre a cidade de Roma e o Vaticano. 


Papa Bento XVI 


Papa Francisco é o último

O Papa Bento XVI é o penúltimo  de 112 Papas profetizados por São Malaquias e converge com as profecias do Monge de Pádua de profetizou os 20 últimos Papas em Roma e com a descrição do penúltimo Papa detalhes bem específicos da profecia do Monge de Pádua também caracterizam Bento XVI como o Penúltimo Papa.
O ultimo Papa de Chamado de Pedro II, já por São Malaquias e de Pedro Romano pelo Monge de Pádua.




O Papa Francisco é o ultimo e viverá a grande tribulação.

Na profecia do Monge de Pádua, ele diz! "Ele virá de uma terra distante para encontrar tribulações e morte."


Outros profetas falaram sobre a destruição de Roma e do Vaticano e a perseguição do clero algumas visões se destacam.

Dom Bosco escreveu que, em 1870, se encontrou como que numa ‘realidade sobrenatural’


E de ti, Roma, que será? Roma ingrata, Roma efeminada, Roma soberba. Tu chegaste a tal ponto que não procuras outra coisa, nem nada mais admiras em teu soberano senão o luxo, esquecendo que sua glória verdadeira está sobre o monte Gólgota. ...  Roma! ... Eu irei a ti quatro vezes. Na primeira golpearei as tuas terras e os seus habitantes. Na segunda, levarei a destruição e o extermínio até os teus muros. Não abres ainda os olhos?
Outra visão.

 “ ... Naquele momento, viu-se uma multidão de homens, mulheres, velhos, crianças, monges, monjas e sacerdotes, tendo à frente o Santo Padre, sair do Vaticano ordenando-se como se fosse uma procissão. ...
        Nesse meio tempo, chegou-se a uma pequena praça coberta de mortos e feridos, vários dos quais pediam conforto insistentemente.
        Depois de ter caminhado por um espaço correspondente a duzentos nasceres do sol, cada um percebeu que não estava mais em Roma. ... Depois, quando pôs os pés na cidade santa, começou a chorar ante a aflição demonstrada pelos cidadãos, muitos dos quais haviam morrido. De volta a São Pedro, cantou o Te Deum ... As cidades, as vilas, os campos tinham sua população bastante diminuída. A terra estava pisada como se tivesse passado um furacão, um temporal, o granizo, e as pessoas iam umas ao encontro das outras dizendo com a alma comovida: Est Deus in Israel.
        Do início do exílio até o Te Deum, o sol levantou-se duzentas vezes. Todo o tempo que passou durante a realização desses fatos corresponde a quatrocentos surgires do sol”


Visão do Papa Pio X no ano de 1909.

- “Tive uma visão assombrosa. Será comigo, ou com algum sucessor meu? Vi que o Papa deixará Roma e, para sair do Vaticano, terá que passar sobre os cadáveres de seus padres.”



E a muito mais profecias falando da mesma tribulação, mas tem uma que se destaca e que pode ter sido mal interpretada pelo Papa João Paulo II em achava que a profecia se tratava do atentado que ocorreu no ano de 1981 e atentou contra a sua vida, mas não e bem assim, parece com total certeza que esta falando também da destruição de Roma e da perseguição do clero no Vaticano.  

Parte da Terceira Mensagem de Fátima.

“tivemos o pressentimento de que era o Santo Padre”. Vários outros Bispos, Sacerdotes, religiosos e religiosas subir uma escabrosa montanha, no cimo da qual estava uma grande Cruz de troncos toscos como se fora de sobreiro com a casca; o Santo Padre, antes de chegar aí, atravessou uma grande cidade meia em ruínas (Roma), e meio trémulo com andar vacilante, acabrunhado de dor e pena, ia orando pelas almas dos cadáveres que encontrava pelo caminho; chegado ao cimo do monte, prostrado de joelhos aos pés da grande Cruz foi morto por um grupo de soldados que lhe dispararam vários tiros e setas, e assim mesmo foram morrendo uns trás outros os Bispos Sacerdotes, religiosos e religiosas e varias pessoas seculares, cavalheiros e senhoras de varias classes e posições. Sob os dois braços da Cruz estavam dois Anjos cada um com um regador de cristal em a mão, n'eles recolhiam o sangue dos Mártires e com ele regavam as almas que se aproximavam de Deus.


Com Certeza um grande mau surgirá no Oriente Médio e chegará até a Europa.

Na próxima parte lhe mostrarei especificando em sequencia todo o desenrolar da Terceira Guerra Mundial.

E nesta parte decisiva para o entendimento das quadras de Nostradamus serão utilizadas as profecias de Erna Stieglitz e Alois Irlmaier mostrando todo o processo da guerra e Benjamin Solari Parravicini mostrara detalhes decisivos durante o momento de terror.

Também serão utilizadas outras profecias de outros profetas.


Tudo começara no mês de maio com a morte de um dirigente. Não se sabe se esse homem é um dirigente de algum partido ou se ou um representante de governo ou atem mesmo um importante membro de alguma organização islâmica. O Provável que este homem é um islâmico xiita e talvez um iraquiano.

Seu assassinato talvez ocorrerá na Europa na região antiga Iugoslávia ou em algum país vizinho como previsto por Alois Irlmaier e uma Irmã da Ordem de Santa Brígida, em Roma.

 Sua morte desencadeara toda a conflagração universal que se abaterá terra.

Alois Irlmaier, profetizou.

Mas a faísca principal que faz tudo pegar fogo está nos Bálcãs: eu vejo uma grande figura caindo, uma adaga cheia de sangue cair ao lado dele - então uma coisa leva a outra..."

"Dois homens matam um terceiro de alta posição. Eles serão pagos por outras pessoas..." "O assassinato do terceiro ocorre. Então a guerra começa..." "Um dos assassinos é um homem negro pequeno e o outro é um pouco mais alto, com cabelo colorido brilhante. Eu acho que vai acontecer nos Bálcãs, não sei onde exatamente."


Irmã da Ordem de Santa Brígida, em Roma (publicado em um livro italiano na década de 70)


A terceira guerra mundial virá pouco depois do assassinato de um grande líder no setor Hungria ou
Iugoslávia.


Nostradamus em suas quadras enigmáticas profetizou a morte desse dirigente.

A primeira linha fala da morte desse dirigente.

Na segunda linha de forma bem obscura e enigmática fala que Mabus perderá o poder de comando da guerra para o Eleito Sobrinho. 


Nas ultimas duas linhas, fala do terror que se abatera sobre a terra.
Quadra 14, Centúria 4.

14

A morte gratuita da primeira pessoa traz mudança. 

Eleva outro ao governo. 

A tempo, mas também muito tarde, tão alto em tão verdes anos! 

Ele infundirá temor em terra e mar. 







Na primeira e segunda linha da próxima quadra prevê a morte do mesmo dirigente.

Já na terceira linha fala da morte de Mabus o provável Nouri al-Maliki atual primeiro ministro do Iraque.

Na quarta linha deixarei pra divulga-la mais tarde.

Quadra 26, Centúria 1.


26
O grande homem será abatido durante o dia por um raio, 
O ato prejudicial será previsto pelo portador de uma súplica: 
Diz a predição que outro tomba à noite 


Veja que Alois Irlmaier fala que o assassino do Dirigente é um homem negro de estatura baixa.
Nostradamus escreveu em uma quadra bem hermética o mesmo homem negro.


Na primeira linha, fala do mau que começara na Ásia chegará a Europa citado na segunda linha.

Já na terceira e na quarta linha fala da atitude desse mesmo homem negro por ter matado o Dirigente e que isso será o estopim da grande tribulação.

Quadra 60, Centúria 3.


60
Ao longo de toda a Ásia (Menor) grande proscrição, 
Até mesmo em Mysia, Lycia e Pamphilia. 
Será derramado sangue por causa da absolvição 
De um negro jovem e cheio de crimes. 



A misteriosa morte do Dirigente prenunciada por alguns Profetas 
Sinais da morte do Dirigente 

    









O assassinato do Dirigente ocorrera no mês de maio.

Vou revelar uma coisa para os leitores desse blog, o assassinato do dirigente ocorrerá no dia 13 de maio de 2022, só revelarei o porquê dessa data mais a frente.

Mais antes disso Nostradamus revelou este mês em algumas quadras e irei revelar duas dessas quadras.
Nesta primeira linha da primeira quadra Nostradamus cita o mês de maio como o provável inicio da grande tribulação.

Já na segunda e terceira linhas, ele fala de previsões astronômicas, mas tudo não passa de puras alusões.
Na ultima linha ele fala de granizo e que cairá do tamanho de um ovo.

Quadra 67, Centúria 10.


67
O tremor tão forte no mês de Maio.
Saturno, Capricórnio, Júpiter, Mercúrio em Touro
Vênus, também Câncer, Marte em Nonato.
Cairá granizo então maior que um ovo.


Neta quadra será também citado o mês de maio como o principio de tudo, tanto que excluirei a terceira linha, esta linha só terá sentido mais pra frente.

Na primeira linha ele fala que o grande reino ficara desolado, eu interpreto que esse reino e a Europa.

Na segunda linha fala que se juntara ao Hebro talvez sege algum lugar na Europa ou no Oriente Médio, talvez quisesse citar Hebron na Palestina, ou seja, será alguma alusão. Desconheço o sentido da palavra.

E na ultima linha ele cita o começo da tribulação. A terceira linha não será citada.

Quadra 38, Centúria 6.


38
Um grande reino ficará desolado,
Junto ao Hebro se reunirão.

Quando em maio terras tremerem.




No mês de maio logo após a morte do Dirigente em poucos dias o Iraque declarará guerra a o Egito, o porquê disso, Iraque contra o Egito.

O interessante é que esse será o inicio da guerra, escrito em algumas quadras de Nostradamus.

Mas o porquê dessa situação. Temos que entender a situação dos dois países hoje, pra que convirja em atritos no futuro.

Caso o governo de Bashar Al-Assad atual presidente da Síria venha cair, os atritos entre a linha Xiita e a linha Sunita do Islã se agravaram. O Governo xiita do Irã poderá criar mais atritos com países como o Egito, Turquia e Arábia Saudita. Caso o Primeiro Ministro chegue à presidência do Iraque, o xiita Nouri al-Maliki, só irá somar as tensões na região.

Como eu já citei, se a linha tênue for rompida, a guerra estourará na região, umas das teorias que alguma organização radical islâmica sunita ou o próprio governo sunita do Egito, mandará matar o Dirigente (um provável xiita) assim Irrompendo com guerra.

Mas antes que tudo aconteça haverá uma corrida armamentista do Iraque logo que Maliki chegar ao poder é tanto que isso já esta acontecendo, pra que viu a reportagem da BBC na pagina anterior pode perceber isso.  

Para jogar mais lenha na fogueira, Turquia vem se aliando com rebeldes sírios na guerra civil da Síria limitando a influência do Irã que esta enviando armamento para o governo sírio de Basha Al- Assad com a ajuda de Nouri al- Maliki. Maliki que está autorizando secretamente que a Guarda Revolucionaria Iraniana passe dentro do território iraquiano com armamento e militares bem treinados da Guarda Revolucionaria dando mais poder de fogo para o ditador Sírio Bashar al Assad.


Há poucos meses a Turquia fechou o espaço areio para evitar que armamentos tanto vindos do Irã e até mesmo da Rússia chegassem ao exercito do ditador sírio Assad. Essa atitude do governo turco esta criando atritos entre a Turquia de um lado e o Irã e a Rússia do outro.

Está armado alinha tênue.  Também existirá uma estreita relação entre Turquia e Egito nos próximos anos. 






A uma teoria que o desconhecido Dirigente possa a vir a ser revelar como o presidente da síria  Bahsar al-Assad por uma serie de conclusões logicas que engloba todo um contesto de alianças entre o eixo Irã, Russia e também o apoio de Nouri al-Maliki que em breve se tornara presidente do Iraque. 

O Dirigente poderia ser um general iraquiano,ou um importante líder religioso do Resbolar (Organização religiosa xiita de cunho terrorista, de nacionalidade libanesa) , ou até mesmo um ministro de estado da linha xiita. Mas mesmo assim pessoas assim não teria o mesmo peso da importância estratégica como o presidente sírio Bahsar al-Assad


Só o tempo dirá.


---------------o0o---------------




As tensões do Oriente Médio estão se agravando a cada dia.

Oriente Médio


 A Noticia narra o apoio de Nouri al-Maliki a guerra civil da Síria apoiando o Presidente sírio Bahsar al-Assad com o apoio e envio de armas do Irã e da Russia. 


Logo após a morte do Dirigente desconhecido, o governante do Iraque enviara uma força militar de centena de milhares de soldados e blindados em direção a o Egito declarando assim uma grande guerra no Oriente Médio.

Talvez em questão de horas ou dias a Turquia um grande aliado do Egito declarará guerra ao Iraque. O Irã junto com seu aliado o Iraque, parte para atacar o Egito e a Turquia.

No meio desse fogo cruzado encontra-se Israel, Jordânia Líbano e a Síria. No caso de Israel que tem um eficiente aparato militar, terá que se aliar com o Egito e a Turquia.

Essa quadra de forma bem hermética fala do Egito. Veja os detalhes abaixo antes de ver as quadras.
Na primeira e na segunda linha fala da loucura de alguém, é muito provável de fale do ataque do Irã e do Iraque um grande ataque mutuo, mas a frente à linha fala de Bizâncio que nada mais nada menos que uma alusão à Turquia sendo atacado pelo sul.

Na terceira e quarta linha começa falando do Egito e por causa da loucura de um homem (Mabus) que quer dominar e subjugar seus inimigos querendo mais poder. Mabus e o governante do Iraque.
Quadra 40, Centúria 1.

40
O falso trompete que esconde loucura 
causará Bizâncio uma mudança nas suas leis. 
Do Egito lá irá adiante um homem que quer 
o édito dinheiro retirado, mudando dinheiro e normas. 




 A palavra Bizâncio tem referencias a o antigo Império Bizantino que ocupava a parte ocidental da Turquia e Bizâncio é uma alusão à Turquia.


Na próxima quadra e falado da grande invasão de tropas no Egito e na Turquia. Veja abaixo.

Na primeira linha fala do árabe marte que é uma alusão ao grande a Mabus governante do Iraque e marte e uma alusão à guerra, resumindo Nostradamus fala de Mabus o grande senhor da Guerra e terá grande apoio do Irã. Já os termos Sol, Vênus e Leão que parece posicionamentos astrológicos são na verdade alusões que revelarei mais pra frente.

Na segunda linha, Nostradamus fala que essa guerra chegará a Igreja Católica em Roma.

Na terceira linha fala que na Irã quase um milhão de homens partem para atacar o inimigo. 

Já na quarta linha o ataque será em Bizâncio (alusão à Turquia) e o Egito também será invadido pela serpente, o Iraque com apoio do Irã.

Quadra 25, Centúria 5


25
O Príncipe árabe Marte, Sol, Vênus, Leão,
Reino de igreja por mar sucumbirá:
Para os lados da pérsia bem perto de um milhão,
Bizâncio, Egito, ver. serp. invadirá.




Exercito do Iraque
Guarda Revolucionaria do Irã









Na obra de Nostradamus serão conhecidos como os bárbaros.






Como eu já disse mais acima a situação de Israel, Palestina Líbano, Síria e Jordânia estaria seriamente comprometido e a uma quadra que fala bem isso.

Só será utilizado a primeira e segunda linha a terceira e quarta linha ficara de fora.
Na primeira linha e falado dessa nova lei Iraque e Irã e mais um grande aliado que com o seu poder mostrara sua tirania nestas terras.

Já na segunda linha fala das terras ocupadas como a Palestina, Líbano, Síria, Já Israel e chamado de Judeia.  Com a ocupação da região já que não é citado, mais se inclui nesta situação esta a Jordânia no meio do fogo cruzado.

Pra que estas terras esteja totalmente ocupadas o Irã terá que tomar boa parte do território turco.
Quadra 97, Centúria 3

97

Lei nova para ocupar a terra nova 

Para a Síria, Judéia e Palestina.



Veja o mapa inicial da guerra. E muito provável que aconteça mais ou menos assim.















Uma Importante detalhe quando o Iraque e o Irã tentarem atacar o Egito, Israel estará no meio do fogo cruzado utilizara fortemente sua força aérea para combater os Inimigos vindos do leste.


Esta quadra retrata bem o mau que vem do Iraque. Quadra 55, Centúria 1.





55

Em clima oposto ao babilônico,

Tão grande será a efusão de sangue,

Que em terra e mar e céu será iníqua,

Seitas, fome, reinados, peste, confusão.




No livro do Apocalipse mostra aonde surgira todo este mal, na região do rio Eufrates justamente aonde esta a nação do Iraque.
Apocalipse 9: 14 a 16.

14 A qual dizia ao sexto anjo, que tinha a trombeta: Solta os quatro anjos, que estão presos junto ao grande rio Eufrates.
15 E foram soltos os quatro anjos, que estavam preparados para a hora, e dia, e mês, e ano, a fim de matarem a terça parte dos homens.

16 E o número dos exércitos dos cavaleiros era de duzentos milhões; e ouvi o número deles.

A qual dizia ao sexto anjo, que tinha a trombeta: Solta os quatro anjos, que estão presos junto ao grande rio Eufrates.
E foram soltos os quatro anjos, que estavam preparados para a hora, e dia, e mês, e ano, a fim de matarem a terça parte dos homens.
E o número dos exércitos dos cavaleiros era de duzentos milhões; e ouvi o número deles.

Apocalipse 9:14-16


Na parte seguinte a Turquia é atacada por Iraque e Irã. Pra quem não sabe a Turquia e membro da OTAN (tratado de cooperação militar do Atlântico Norte). Todos os importantes países da Europa Ocidental mais os Estados Unidos e Canada assim se atacar um membro da OTAN os demais países se envolverão.

É a partir daí que a Rússia entra em combate para ajudar seus aliados, o Iraque e o Irã.

Pra quem se lembra da quadra relacionada a Osama Bin Laden na primeira pagina que fala do ano de 1999.

Quadra 72, Centúria 10.


72
O ano mil novecentos noventa e nove sete meses,
Do céu virá um grande Rei de terror:
Ressuscitar o grande Rei de Algolmois,
Antes depois que Marte reinar por essa.


No dia 11 de agosto ano de 1999 ocorreu um eclipse solar que é um pressagio para tempos tenebrosos que estão por vir, então eu escrevi que o eclipse também era e ainda e uma forte alusão que vou revelar agora.

A lua representa os islamistas em referencia à lua crescente, símbolo do Islã pelo efeito dessa lua como uma situação de eclipse ela esconde um sol maligno que é uma alusão à Rússia e a partir daí, a grande conspiração maligna esta montada.



por de traz da lua negra esconde força maligna
A força maligna se revela e o mundo verá o terror.










E vou revelar mais alusões.

O Sol e uma alusão à Rússia; A lua é uma alusão a os muçulmanos; Marte é uma alusão à guerra; Mercúrio é uma alusão ao Irã; Vênus é uma alusão a o Iraque; Saturno uma alusão a Europa Ocidental ocupada e atacada; Júpiter e uma alusão às áreas livre como parte de alguns países que não foram ocupados e países como os Estados Unidos, Reino Unido e outros territórios ocidentais não ocupados que irão contra atacar; Netuno é uma alusão ao oceano Atlântico; Câncer é uma alusão ao limite entre o oriente e o ocidente o mar Mediterrâneo e o mar Negro são exemplos disso; Capricórnio é uma alusão à zona limite das áreas atacadas e as áreas livres na Europa Ocidental.


Capricórnio e alusão ao demônio ou ao mal e Sagitário é a alusão ao anticristo talvez Mabus, mas o mais provável é que faça a alusão ao Eleito Sobrinho por lembrar o cavaleiro branco que tem um arco do livro do Apocalipse.


Lua
Lua crescente o símbolo máximo do Islamismo


O astro Lua representa uma alusão as nações islâmicas Iraque e Irã do eixo do mal.










Mapa e bandeira da Rússia
Sol


O Sol representa uma alusão a Rússia no livro de profecias de Nostradamus.












 Neste momento a Rússia atacará Turquia com táticas militares de guerra relâmpago utilizando coordenadamente tanque e aeronaves de combate para abrir caminho para um de duas a três grupos de exercito que virão do Irã e do Iraque.

A convocação militar de homens será em massa. 



Veja está quadra no momento em que fala do eclipse maligno que é a referencia ao que já foi citado.

Quadra 84, Centúria 1.

84
A Lua mergulha em profunda sombra. 
Seu irmão passa ao lado com cor de ferro. 
O grande fica oculto na escuridão por muito tempo. 
Tem uma espada cravada em sua ferida sangrenta

Esta outra quadra fala desse acontecimento em forma de presagio.

Quadra 32, Centúria 5.


32
Onde tudo o bom está, todo bem Sol e Lua,
É abundante, sua ruína se aproxima:
Do céu se aproxima aventar sua fortuna,
Em mesmo estádio que a sétima rocha.


Veja esta quadra felando do eclipse e de um Sol tenebroso. Quadra 34, Centúria 3.


34
Quando ocorrer o eclipse do Sol então, 
O monstro será visto dia por completo: 
De modo errado isso será interpretado, 
Preço alto pela desproteção: ninguém terá previsto isto. 


Na próxima quadra falado momento em que a Rússia atacará a Turquia para tentar neutralizar o fragilizado exercito Turco e ajudar seus aliados Irã e Iraque a adentrarem dentro do território turco.

Na primeira quadra fala do poder de um conselho formado por Rússia, Irã e Iraque e a mais um país pra se aliar a esse eixo do mau. Será citado mais a frente. No final fala daquele que tem o primeiro monopólio, a Rússia que monopoliza o ataque.

Na segunda linha fala que eles seduzirão Malta, traduzindo atacaram a ilha Malta.

Na terceira linha fala de Rodes que é uma ilha grega que fica no mar Egeu peto da costa Turca e será atacado, também fala de Bizâncio que é uma alusão à Turquia. É falado também da exposição do Polonês que é uma alusão à Rússia. O que tem haver a Polônia com a Rússia pra se definir uma alusão, é que além dos dois países fazerem parte do leste europeu são também nações de língua a eslava como, por exemplo, Espanha e Itália são países de língua latina.

Na quarta linha se fala da perseguição em voo, que pode se definir sendo, a força aérea da Rússia atacando o território Turco em um ataque de blitzkrieg (guerra relâmpago).  
Quadra 49, Centúria 2.


49
Os conselheiros do primeiro monopólio, 
O dominadores seduzidos por Malta: 
Rodes, Bizâncio para eles exporem o polonês: 
Terra fracassará os perseguidores em vôo. 


Na próxima quadra fala como será o ataque e a junção dos três malignos exércitos: Rússia, Iraque e Irã.

Na primeira linha fala do oriente médio que é uma alusão ao poder militar do Iraque e Irã e esse poder de destruição e de domínio chegará ate a Armênia. Para mim os três países nesta região Armênia, Republica da Geórgia e Azerbaijão serão subjugados por essa força do mau.

Na segunda linha é falado duas grandes copias “Iraque e Irã” e três vezes juntos inclui a Rússia.

Na terceira e na quarta linha, as forças militares Turcas sofrerão uma grande derrota próximo do Rio Araks que fica no leste da Turquia.
Veja a Quadra 31, Centúria 3.


31

Nos campos da Média, da Arábia & da Armênia,

Duas grandes cópias três vezes se juntarão:

Perto do rio de Araks as forças,

Do grande Soliman em terra cairão.





Na próxima linha fala que mais outra nação entrará pra esse jogo do mau.

A primeira linha se fala e Euxino que é quase o total do território oriental da Turquia. A também o relato da grande Tartária que na minha concepção está se referindo ao Cazaquistão (país da Ásia Central) revelado o ataque da quarta nação do eixo do mal.

Já a segunda linha fala do “rei” que é uma alusão à Rússia. O império do mal chegará até a terra da Gália e o antigo nome do território da França.

Na terceira linha é falado que o eixo do mau subjugará a Armênia e atravessará os montes Alanos que fica no Cáucaso.

Na quanta linha é falado que Bizâncio ou traduzindo a alusão, a Turquia será subjugada e com o sacrifício de seu povo será ensanguentado.
Vamos ver Quadra 54, Centúria 5. 



54
Do ponto Euxino, & a grande Tartária,
Um rei existirá que virá ver a Gália:
Atravessará os alanos e a Armênia,
E em Bizâncio deixará ensangüentada vara.

Detalhes teóricos baseado nas evidência das quadras de Nostradamus.



 Mapa da Turquía




O circulo mostra com exatidão aonde esta o Rio Araks conhecido em outra línguas como Aras.




Imagens de combate.


Campo de batalha no Oriente Médio

As batalhas terrestres serão ferozes









Os ataques aéreos serão devastadores estilo blitzkrieg, o apoio de tanques terrestres será letal.



A próxima quadra fala da união do terror que causara uma destruição e muitas mortes na Turquia.

Na primeira linha fala da união do Polo Ártico “A Rússia” e juntos.

Já na segunda linha complementa a primeira: que juntos com os do Oriente “Iraque e Irã” causarão o terror e o medo.

A terceira linha fala do Eleito recente “Dimitri Medvedev” será uma espécie de juiz que sustentara o terror em terras subjugadas.

Na quarta linha fala de Bizâncio “alusão à Turquia” de sangue bárbaro tingido. Os Bárbaros são uma alusão aos Muçulmanos sanguinários que irão fazer parte desse eixo do mal como Irã e Iraque.
Quadra 21, Centúria 6.




21
Quando os do pólo Ártico unidos juntos,
No Oriente grande terror & medo:
Eleito recente, sustentado o grande tremor,
Bizâncio de sangue bárbaro tingida.



A quadra a seguir só mostra a continuação da grande batalha na Turquia.

A primeira linha fala de grandes e devastadores ataques aéreos impostos pelas forças aéreas russas e iranianas ao território turco.

Na segunda linha fala das sete nações que causaram terror nessa guerra pelo menos quatro já foram revelados, Iraque, Irã, Rússia e Cazaquistão. Complementado, Bizâncio “alusão à Turquia” será devastada por ataques aéreos e terrestres.

A terceira linha fala do ataque à cidade de Trebizonda, uma cidade turca que fica as margens do mar Negro na parte oriental da Turquia.

E a quarta linha fala de duas leis que porão o horror e crenças malignas em terras turcas. As duas leis são Irã e Rússia.
Veja a Quadra 36, Centúria 7.  



36
Deus, o céu, todo o divino verbo às ondas,
Levados por vermelhos sete raças a Bizâncio.
Contra os ungidos trezentos de Trebizonda,
Duas leis porão, e horror, depois crença.




Continuando a sequencia de quadras que fala do terror à Turquia.

A primeira linha fala de Zara que uma cidade Turca. É falado também da maior vela da fora do porto, deve se tratar de forças militares russas atacando os arredores da cidade de Zara. Uma coisa importante, a cidade de Zara não fica a margem de nem um lago ou mar.

Na segunda linha é falado que Bizâncio “Turquia” existirá uma empresa, essa empresa do terror é formado por Rússia, Irã e Iraque.

A terceira linha do eixo do mal destruindo a Turquia, mas só que seus amigos ocidentais não podem ajudar.

A quarta linha é bem interessante porque fala do Terceiro, que é uma alusão do tirano Mabus. Mabus deixara de ser a voz de poder mandante dando lugar a Rússia que liderara o ataque e ao Irã que será o principal auxiliar.

Quadra 83, Centúria 8.


83
A maior vela fora do porto de Zara,
Perto de Bizâncio realizará sua empresa,
De inimigo perda e o amigo não estará
O terceiro aos dois fará grande saco e toma.



Caixa de Comentario